banner viagem itapema
Brasil

Ciclone causa estragos em Santa Catarina e deixa mais 1,5 milhão de pessoas sem luz

Ventos chegaram a mais de 100 km/h e mais de 1,5 milhão de unidades consumidoras estavam sem energia por volta das 17h. Florianópolis, Itajaí e municípios do Oeste, entre outros, foram atingidos.

30/06/2020 17h10
Por: Redação, Rodrigo Rodrigues
Fonte: G1 SC
Prejuízos causados em Xanxerê — Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação
Prejuízos causados em Xanxerê — Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação

O temporal que atingiu o estado nesta terça-feira (30) destelhou casas, derrubou árvores e provocou outros estragos em diversas cidades. As rajadas de vento passaram dos 100 km/h em algumas regiões e, conforme as Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), até as 17h07 eram 1,5 milhão de unidades consumidoras sem energia elétrica. O G1 ainda tenta contato com a Defesa Civil do estado e Corpo de Bombeiros para mais informações.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF-SC), ainda há muito vento e chuva, e árvores caídas em várias rodovias. Alguns dos locais onde a pista foi ou está interditada são a BR-470, em Blumenau, Ascurra, Lontras e Rio do Sul; a BR-116 em Mafra, Monte Castelo; BR-282, Joaçaba, Campos Novos, Vargem, Xanxerê, São José do Cerrito, Bom Retiro Rancho Queimado; e BR-101 em Itajaí, Biguaçu, Paulo Lopes e Tubarão; BR-153 em Concórdia; e BR-280 em Araquari.

O mau tempo foi provocado pela formação e deslocamento de um ciclone aliado a uma frente fria.

Em Florianópolis, até por volta das 17h25 mais da metade da cidade estava sem energia elétrica e o trânsito estava comprometido em alguns trechos. Uma placa de trânsito foi arrancada pela força do vento perto da ponte Hercílio Luz, informou a Guarda Municipal.

Terminal rodoviário em Concórdia foi danificado em temporal — Foto: Prefeitura de Concórdia/ Divulgação

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.