Web Radio ADM NAS - Acesse: webradioadmnas.com.br/
Cursos 24 horas 3
Policial

Camionete com maconha que disparava “pregos” para furar pneus de viaturas é apreendida após perseguição em Nova Alvorada do Sul

Condutor fugiu, mas camionete que era roubada levava 805 quilos de maconha e tinha dispositivo para dificultar perseguição

12/03/2020 12h33Atualizado há 4 semanas
Por: Redação, Rodrigo Rodrigues
Fonte: Izabela Sanchez/Campo Grande News
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Camionete modelo S10 foi apreendida, após perseguição, com 805 quilos de maconha na BR-163, próxima à região do Bairro Chácara das Mansões na madrugada desta quinta-feira (12) em Campo Grande. Veículo roubado em Maracaju, a 160 km da Capital, a S10 ainda era equipada com “ouriços”, um dispositivo que disparada objetos pontiagudos similares a pregos para furar pneus de viaturas policiais em perseguições.

A perseguição ocorreu por volta das 2h20, conforme registro policial. Policiais militares do BPMRv (Batalhão da Polícia Militar Rodoviária) estavam na BR-163, entre Nova Alvorada do Sul e Campo Grande quando viram o veículo na altura do km 450, com placas de Dourados. Segundo a polícia, o condutor reduziu a velocidade de maneira brusca e saiu em direção ao acostamento.

Os policiais acionaram as sirenes da viatura para realizar abordagem, mas o motorista dirigiu na contramão. Segundo o registro, os policiais dispararam duas vezes no pneu esquerdo da camionete, e o condutor perdeu o controle da direção. O veículo atingiu um barraco na estrada e o motorista fugiu, segundo a polícia.

Dentro da camionete e na carroceria, a polícia encontrou diversos tabletes de maconha, 805 quilos da droga. Além disso, o motorista levava rádio transceptor, duas placas veiculares de Uberlândia (MG) e um compartimento com “ouriços” fixado na traseira do veiculo. A placa da S10 era falsa, já que ela havia sido roubada em Maracaju.

Objetos pontiagudos, como este da imagem, eram levados na traseira do veículo (Foto: Divulgação)

Conforme o comandante do Batalhão da Polícia Militar Rodoviária, tenente-coronel Wagner Ferreira da Silva, esse tipo de dispositivo para “furar” perseguições policiais não é comum e foi visto poucas vezes em Mato Grosso do Sul. A camionete e a droga foram levadas para a Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.