Cursos 24 horas 3
ASSISTÊNCIA SOCIAL

Obras do Centro de Convivência dos Idosos de Nova Alvorada do Sul recomeçam nos próximos dias

O Centro de Convivência dos Idosos de Nova Alvorada do Sul será construído no Bairro Maria de Lourdes (Vila Nova); conquista é resultado de emenda parlamentar do deputado federal licenciado Geraldo Resende, no valor de R$ 500 mil, com contrapartida municipal de R$ 238 mil

01/10/2019 14h42Atualizado há 2 semanas
Por: Redação, Rodrigo Rodrigues
Fonte: Ricardo Minella
Maquete ilustrativa do Centro de Convivência dos Idosos que será construído em Nova Alvorada do Sul
Maquete ilustrativa do Centro de Convivência dos Idosos que será construído em Nova Alvorada do Sul

            Terão início nos próximos dias as obras de construção do Centro de Convivência dos Idosos de Nova Alvorada do Sul. Para tanto, a Caixa Econômica Federal deve liberar ainda nessa semana a documentação autorizando o início dos trabalhos, o que poderá ocorrer de imediato porque a Prefeitura já finalizou o processo licitatório. A conquista é resultado de uma emenda parlamentar do deputado federal licenciado Geraldo Resende, atual secretário estadual de Saúde, no valor de R$ 500 mil, ao qual serão acrescidos recursos próprios do Município de R$ 238 mil, totalizando um investimento de R$ 738 mil.

            O Centro de Convivência em Nova Alvorada do Sul será construído no Bairro Maria de Lourdes (Vila Nova). Desta forma, os idosos serão contemplados com um prédio moderno e confortável para realizar as atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social e CRAS. Os recursos para a obra foram empenhados pelo Fundo Nacional de Assistência Social em de julho de 2014.

                De acordo com Geraldo Resende, o objetivo da parceria entre o seu mandato e a administração municipal foi o de atender um antigo anseio da população de Nova Alvorada do Sul. “Vamos criar um ambiente de sociabilidade para propiciar aos idosos o desenvolvimento de suas potencialidades. Com isso, eles terão melhor qualidade de vida”.

Geraldo afirma que até o ano 2060, o número de idosos no Brasil vai aumentar quatro vezes, o que leva os homens públicos comprometidos com as causas sociais a trabalhar na adoção de políticas públicas para este segmento. “Com o Centro de Convivência, muitos idosos, que antes ficavam sozinhos e com poucas alternativas de saúde e lazer, voltam a se entusiasmar com a vida. Como médico e secretário estadual de Saúde fico feliz ao ver o resultado de meu trabalho dando seus frutos a partir desta parceria com Nova Alvorada do Sul”.

De acordo com a secretária de Assistência Social Lívia Dias da Silva, a construção do Centro, propiciará aos idosos um moderno espaço para a prática das atividades que hoje serão realizadas num estrutura adaptada. “O novo Centro vai possibilitar um atendimento adequado às 130 pessoas da melhor idade que o Município atende hoje, propiciando a eles melhor qualidade de vida”, salienta.

No Centro, os integrantes são atendidos todas as quartas-feiras com aulas de ginástica, jogos (sinuca, baralho, bingos, etc), palestras sócio-educativas, acompanhamento na área de saúde, com aferição de pressão arterial e glicemia, baile e outras atividades. “Nossa cidade, que neste mês de outubro completa 28 anos de emancipação política e os nossos idosos, já merecem essa estrutura”, finaliza Lívia Dias.

            Dia do Idoso

            Neste 1.º de outubro é comemorado no Brasil o Dia do Idoso, marcando a criação do Estatuto do Idoso, que ocorreu nesta data. O secretário de Saúde Geraldo Resende, que na condição de deputado federal participou, entre outras, da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa (CIDOSO) da Câmara dos Deputados, destaca a importância da data para reflexão sobre as políticas públicas para as pessoas da melhor idade.

            Geraldo considera positivo o aumento da longevidade do brasileiro, porém, afirma ser necessário o país estar preparado para essa nova realidade. "A expectativa de vida no Brasil está em mais de 75 anos em uma média, entre homens e mulheres. Esta é uma ótima notícia, mas temos que mudar a lógica ao enxergar o idoso. O idoso no Brasil quer preencher o seu tempo de vida e tem que ter serviços e equipamentos públicos para isso", salienta.

Com essa visão, ao longo de sua vida pública, Geraldo Resende tem procurado auxiliar os municípios sul-mato-grossenses a construírem espaços para a convivência dessas pessoas. Além da conquista para Nova Alvorada do Sul, viabilizou recursos para os Centros de Convivência dos Idosos já construídos e em funcionamento nas cidades de Glória de Dourados e Naviraí; a completa reforma do espaço em Dourados e recursos para a construção (que está em fase final) em Eldorado; e recursos, da ordem de R$ 500 mil, para a reforma do Centro de Convivência de Mundo Novo.

Por ser médico, Geraldo Resende destaca a importância das atividades sociais para as pessoas da melhor idade. Levantamentos indicam que 24% dos idosos brasileiros participam de atividades em clubes e centros de convivência. As mulheres (28,1%) frequentam mais que os homens (19,2%). “Mas esses índices precisam ser ampliados porque a expectativa de vida dos brasileiros está aumentando”, reafirma.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários